quinta-feira, 16 de maio de 2013

Desafio cartas#6


Carta para um estranho.

Ontem passei mais uma vez por ele na rua, olhamos um para o outro envergonhados e sorrimos.
Todos os dias é assim, todos os dias a caminho do trabalho nos encontramos e sorrimos.
Não sei qual é o seu nome nem sei nada dele, apenas sei que é um estranho!
Tem um brilho no olhar diferente do que estou habituada, tem um brilho no olhar mágico e alegre. 
Gostava de o conhecer e saber mais sobre ele, mas talvez a magia dos nosso "encontros" matinais esteja no facto de não saber nada sobre ele! Acho que ele me deve achar tão estranha como eu a ele, não fosse eu alguém diferente também!
Acho que quando deixar de o ver os meus dias vão ser mais tristes, já não vou ter em quem pensar durante o resto do dia.
Talvez um dia ganhe coragem e lhe diga um olá ou um bom dia, só para ouvir a voz dele, talvez um dia lhe diga que o acho o estranho mais especial que já vi!

(Este texto é fictício apenas a escrevi para este desafio, espero que gostem!)

24 comentários:

  1. Essas coisas assim tem defacto uma certa magia... Nunc tive "um estraho" como tu tens, mas deve ser muito giro!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O texto é fictício Teresa o estranho não existe de facto =)

      Eliminar
  2. A D O R E I ! Até me arrepiei toda! Muito giro, sim senhora! Beijocas**

    ResponderEliminar
  3. Ah bom, é fictício, ok. Se não fosse eu só te dizia: "quando passares por ele, pega na mão dele e escreve o teu número de telemóvel". Tinha lá algum jeito passar todos os dias por alguém que achamos jeitoso e ficar só por aí? Não, nem pensar! Mas como disseste, é um texto fictício, por isso, ficamos por aqui ;)

    ResponderEliminar
  4. Fiquei com pena que a história não seja verdadeira ... era bonito que fosse. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Pensei que a história fosse verdadeira :) Gostei muito.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Gostei, sim. Muito bonito. :) beijinho

    ResponderEliminar
  7. Gostei, quase que podias continuar e fazer uma história!!! *

    ResponderEliminar
  8. Já vi coisas acontecerem por menos.

    A magia do desconhecido! Valerá a pena matá-la?

    Quem sabe?

    beijo

    ResponderEliminar
  9. adorei* apesar de não ser real pode acontecer :p

    ResponderEliminar
  10. olha que embora ficticio isso já me aconteceu e nem eu nem ele tivemos coragem de falar :P

    Mas concordo, talvez se tivessemos começado a falar aquela magia matinal deixava de existir =D

    beijinhos querida *

    ResponderEliminar
  11. Não é real?
    Podes fazer um conto...
    Gostei muito!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Ohhh por momentos pensei que fosse real :(

    Gostei da história apesar de ser fictícia.

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  13. até pensei que fosse real, está muito bonito! :D

    ResponderEliminar
  14. adoro essas coisas :))
    talvez, um dia, lhe digas que já escreves para ele.

    ResponderEliminar
  15. pois eu já tive uma "história" dessas bem real, era um rapaz que sempre via no comboio. um dia deixei de vê-lo e foi como se faltasse algo À minha rotina habitual! depois devo ter-me habituado a outros estranhos...

    ResponderEliminar
  16. Gostei tanto do conto que quando dizes ser ficticio senti-me enganada.

    ResponderEliminar
  17. Mal posso esperar pelas próximas cartas :)

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  18. é engraçado que por vezes até passamos tantas vezes pelo mesmo estranho que este deixa de ser estranho. Gostei muito. :D

    ResponderEliminar